Por dentro do “Fausto” de “Madoka”

madoka dark

É fato conhecido entre fãs de Madoka que o mahou shoujo de Gen Urobochi foi inspirado em Fausto. A homenagem é frequentemente comentada em resenhas do anime, como nessa ou nessa.

Não que a produção da SHAFT tenha feito muitos esforços para esconder o tributo. Frases em alemão tiradas diretamente da peça estão literalmente espalhadas pelas cenas do anime:

Continuar lendo Por dentro do “Fausto” de “Madoka”

Anúncios

“Koe no Katachi”: um novo olhar sobre o bullying

koe no katachi cover pic.jpg

Quem acompanha a cena de mangás já deve ter ouvido falar de uma pequena pérola que tem ganhado os holofotes nos últimos tempos. Koe no Katachi, conhecido em inglês como A Silent Voice, é um dos destaques mais badalados de memória recente.

Continuar lendo “Koe no Katachi”: um novo olhar sobre o bullying

4 curiosidades sobre ‘Blood and Wine’ para se despedir de ‘The Witcher’

witchet blood wine cover.jpg

É o momento que todos esperávamos e temíamos. The Witcher 3: Blood and Wine, a segunda expansão do jogo do ano de 2015, finalmente foi lançada. Infelizmente, é também a nossa última aventura com o Lobo Branco de Rivia.

Como a CD Projekt RED anunciou, não haverá um Witcher 4. Salvo alguma mudança brusca de política editorial, essa será a última aventura do witcher Geralt pelo mundo dos games.

Continuar lendo 4 curiosidades sobre ‘Blood and Wine’ para se despedir de ‘The Witcher’

Por que jogos de ‘grand strategy’ são tão viciantes?

hearts of iron header.png

No mundo dos games, há mais na última geração do que gráficos fotorrealistas e franquias multimilionárias. Se é verdade que hoje a indústria faz parcerias com Hollywood e investe em realidade virtual, também é verdade que ela tem resgatado alguns dos mais queridos nichos de épocas passadas.

Foi o caso dos roguelites, um dos gêneros mais distantes do mundo mainstream. E é, também, o caso dos grand strategies, que pelas mãos da cada vez mais popular Paradox têm conquistado não apenas fãs de carteirinha, mas também o grande público.

Continuar lendo Por que jogos de ‘grand strategy’ são tão viciantes?